Magazine A!

JORGE GRIMBERG

O correspondente no Brasil do BoF e Vogue Runway conta sobre sua trajetória e lançamento do seu primeiro livro

O paulistano Jorge Grimberg, 35, trilhou um caminho singular no mercado de moda brasileira. Formado em administração de empresas, pela Fundação Armando Álvares Penteado, Grimberg iniciou a sua carreira no portal inglês de tendências WGSN, onde trabalhou por quatro anos. “Comecei como estagiário e a empresa tinha acabado de chegar no Brasil. Foi uma época fundamental para minha carreira, onde pude aprender muito sobre moda, criar um olhar global, e experimentar com marketing, palestras e criação de conteúdo”, contou Jorge em entrevista exclusiva. 

Como correspondente do WGSN, Jorge passou a escrever em inglês sobre moda brasileira com apenas 23 anos. “Eu era contratado da área comercial, mas como o escritório era muito pequeno, eu fui me oferecendo para cobrir eventos, da semana de moda à festivais de músicas, e criando um relacionamento com os editores de Londres e Nova York. Eu fui aprendendo na prática a escrever, fotografar e criar conteúdo original”. 

Jorge atuou por dez anos na indústria de ‘coolhunting’, lançando no Brasil o escritório de tendências do Stylesight (comprado pelo WGSN em 2014) com apenas 25 anos. “Era um diferente momento no país. As empresas internacionais estavam de olho na nossa economia, que estava começando a crescer e São Paulo se tornou o centro da moda na América Latina”.  

Durante o seu período no Stylesight, Jorge criou uma grande parceria com as semanas de moda nacionais, levando a moda brasileira para o exterior.  “Fizemos um evento em Nova York para apresentar os estilistas brasileiros e, em contrapartida, eu divulgava o Stylesight no São Paulo Fashion Week e no extinto Fashion Rio”, contou. 

Foi no Fashion Rio que a carreira de Jorge deu uma virada. Em uma van à destino de um evento, ele conheceu Imran Amed, fundador da bíblia de moda global, Business of Fashion (BoF). “Foi um golpe de sorte. Imran havia acabado de chegar e ainda estava perdido na cidade, não entendia nosso mercado e estilistas. Foi explicando para ele nossa moda que fui convidado para ser correspondente do BoF no Brasil”. 

Depois disso, o escritor e consultor de moda não parou mais. Do BoF foi para o Style.com - que o considerou a ‘voz de sua geração para a moda nacional’ - e depois para Vogue Runway. Passou a fazer curadoria dos desfiles nacionais para os principais veículos de moda no mundo, dando furos de reportagem, como a reveladora matéria sobre Daniela Falcão para o BoF, onde pela primeira vez a Diretora Geral do Grupo Globo Condé Nast, contou sua trajetória de repórter de rua em Salvador ao cargo mais importante da mídia de moda no Brasil e a exclusiva sobre o vestido de Gisele na abertura dos jogos Olímpicos de 2016 com Alexandre Herchcovitch.

“Eu me tornei um jornalista através da minha paixão pelo conteúdo de moda. Ter o reconhecimento e abertura para as minhas ideias pelos sites que eu lia e admirava foi importante para eu criar confiança e apostar em novos caminhos profissionais”. 

Desde então, Grimberg emenda um projeto criativo após o outro, de consultoria para grandes grupos como C&A e Arezzo à abertura do Cartel 011 em São Paulo, culminando no lançamento do seu primeiro livro ‘Vida Criativa’ no final de Outubro 2017. “Vida Criativa é o meu projeto mais autoral. É uma reunião das principais entrevistas que fiz nos últimos anos alinhadas como uma espécie de auto-ajuda para criativos. Eu consegui realização profissional como escritor, que era a minha grande paixão, mesmo com uma formação tão diferente, e senti necessidade de compartilhar para motivar os meus leitores a acreditarem nas suas paixões e seguirem seus extintospara viver uma vida de maneira criativa. É um lado diferente meu que nunca mostrei”, explicou Grimberg. 

A história de Jorge é inspiradora ao mostrar que podemos desenhar nossa vida baseada em nossas paixões e abrir caminho para criação do novo, tão importante na moda. “Estou sempre pensando nos próximos passos. Agora estou com vontade de fazer roupas e já tenho projeto para mais três livros”, finalizou.  

 


www.jorgegrimberg.com | @jorgegrimberg